PERQUISA E DESENVOLVIMIENTO PARA EXTERIORES

A linha de caixilhos Eurocassonetto para exteriores, além de apresentar as mesmas características da linha para interiores (ver a pág. 14), possui algumas características peculiares. O lado interno do caixilho foi revestido por um painel termoisolante, o qual, por sua vez, foi revestido por uma rede adequada para garantir a aderência da argamassa. A base do caixilho é em chapa de aço inox, para evitar eventuais corrosões por parte da água. O rodízio possui uma capacidade de 120 Kg com rolamentos de esfera estanque. Tais características garantem silenciosidade e deslizamento unidas a um perfeito isolamento em caso de contacto com a água.


Ficha técnica:

Fabricada inteiramente com chapa de primeira escolha de 6/10 e 9/10. Os painéis não apresentam as dobras verticais normais, mas as dobras horizontais, mais adequadas para deixar toda a estrutura mais rígida e forte, sem os inchaços incómodos da câmara interna do caixilho. A rede electrosoldada não é soldada, nem grafada ao painel, mas é grampeada com uma pequena tolerância de movimento. Tal tolerância (em caso de um assentamento natural da parede em alvenaria) permite que a estrutura central não sofra nenhum dano. O único elemento em contacto directo com a argamassa é, de facto, a rede electrosoldada. Além disso, a rede é formada por fios longitudinais e transversais de 2 mm de diâmetro. A rede é formada por fios longitudinais e transversais, com 2 mm de diâmetro. não possui fios perimetrais de fechamento: as extremidades são formadas por “pontas livres”, capazes de se movimentar para melhor uniformizar-se nos pontos nevrálgicos e de contacto com a parede. A calha foi fabricada com alumínio extrudido em forma de “U fechado”, completamente removível da extremidade superior. Portanto, desaparafusando os parafusos borboleta, através da parte interna, é possível efetuar qualquer alteração sem estragar as paredes em alvenaria. without ruining the masonry walls.

Sabe-se que as portas internas de correr embutidas oferecem vantagens consideráveis com relação àquelas tradicionais com batente: deixando de lado as vantagens estéticas, também é possível, através das mesmas, criar várias distribuições dos ambientes, otimizando os espaços e garantindo uma melhor fruição dos percursos dentro de um edifício. A linha de caixilhos para sistemas de correr para Exteriores da Eurocassonetto também transfere essa propriedade e vantagens para as janelas externas, resolvendo também problemas como o isolamento térmico e acústico necessário para proteger o edifício contra agentes externos. As páginas seguintes não têm como finalidade ser uma análise completa de um tema novo e em contínuo desenvolvimento e atualização sobre o qual, dentre outros, existem outros aspectos e normas referentes aos desempenhos energéticos das janelas e, então, dos edifícios. Mas deseja ser uma breve introdução a um convite a conhecer mais sobre um elemento de construção, sobre um princípio de habitação e sobre um novo conceito de habitação que será observado a partir de 5 perspectivas:

1) Estética e praticidade;
2) Adaptabilidade e versatilidade;
3) Resistência e durabilidade;
4) Desempenhos térmicos;
5) Desempenhos acústicos.

Estética e praticidade.

Os caixilhos para sistemas de correr embutidos para exteriores Eurocassonetto oferece vantagens consideráveis para fins estéticos e práticos. Esteticamente, as persianas e/ou grades de segurança, de facto, embora geralmente possuam um design agradável, uma vez abertas interferem com a uniformidade da imagem dos edifícios, deixando-o com um aspecto pouco harmonioso. Deve-se acrescentar também que as janelas tradicionais com batente, se abertas, invadem o espaço, restringindo passagens e impedindo a abertura e o fechamento de cortinas. Ao contrário, com o sistema embutido, a janela, uma vez aberta, torna-se invisível, desaparecendo dentro da parede sem comprometer a uniformidade da imagem e sem ocupar espaço, tornando difícil a abertura e o fechamento da janela. O uso de janelas embutidas também torna ainda mais fácil a colocação de vidros amplos, para garantir um aspecto mais estético e uma melhor luminosidade e funcionalidade dos espaços.

Adaptabilidade e versatilidade.

Utilizável para cada tipo de edifício, seja esse residencial ou público, histórico ou moderno, pode ser colocado em qualquer tipo de parede e facilmente instalado na fase da construção ou de reestruturação. O caixilho Eurocassonetto para sistemas de correr embutidos para exteriores faz da versatilidade uma sua característica essencial. Outro ponto de força do produto é a adaptabilidade: a gama de janelas e portas à qual pode ser combinado o caixilho Eurocassonetto inclui portas-janelas e janelas com uma folha ou duas. Dependendo das próprias exigências, é possível utilizar as janelas individualmente (somente janela de correr elevatória, somente persiana de correr ou somente grade de segurança de correr) ou criar várias soluções, combinando as várias janelas (de correr elevatória + grade de segurança, de correr elevatória + persiana e persiana + grade de segurança).

Resistência e durabilidade.

A resistência e a duração do caixilho, com o passar dos anos, é garantida pela qualidade dos materiais e pela sua montagem:

a chapa zincada de primeira escolha de 6/10 e 9/10 que constitui o caixilho e a placa de aço inox inserida na base são altamente resistentes à corrosão;
os painéis com dobras horizontais que tornam a estrutura mais rígida e forte;
a rede electrosoldada oferece uma tolerância de movimento considerável;
os rodízios possuem uma capacidade estática de 120Kg;

A resistência e a durabilidade do caixilho foram testadas nos laboratórios da Entidade Certificadora “Istituto Giordano” através de uma série de ensaios e testes efetuados nos produtos: Relatório de ensaio n. 285820 “Determinação da caga de ruptura dos rodízios para portas de correr”.
Tal ensaio, efetuado para verificar a capacidade real estática, evidenciou que os rodízios utilizados no caixilho demonstraram os primeiros sinais de avaria após uma carga de tração média de 575 Kg e, então, bem superior à carga de 120 kg prescrita pela empresa.
Relatório de ensaio n. 285821 “Resistência contra colisões de corpo mole e corpo duro na parede interna.
Tal ensaio foi efetuado para avaliar a resistência do produto contra as colisões que acidentalmente podem se verificar dentro de um edifício.
O ensaio, segundo as prescrições da norma UNI 8201:1981, foi efetuado submetendo a amostra a uma série de colisões de corpo duro de 1 kg (esfera de aço) e corpo mole de 50 kg (invólucro de couro que continha esferas de vidro). Tais colisões foram efetuadas fazendo os corpos de impacto cair, com andamento pendular e com altura de queda de 200 mm, para o corpo duro, e 300 mm para o corpo mole. No término do ensaio, após a verificação da amostra, obteve-se o seguinte resultado: “nenhuma lesão”.
Relatório de ensaio n. 285823 “Provas mecânicas em acessórios para portas de correr suspensas, segundo a norma UNI EN 1527:2000” Tal ensaio foi realizado segundo as prescrições da norma UNI EN 1527:2000, para avaliar a resistência do produto com o passar dos anos e, especialmente, aqueles elementos acessórios como a calha e os rodízios que estão mais sujeitos a desgaste. O ensaio é composto por uma série de testes que evidenciaram a durabilidade do produto, com o passar do tempo, nas mais condições rígidas de uso:

Resistência estática. Ensaio nos quais foi inserido um peso de 120 kg na calha (para simular uma porta) durante 15 min, com resultado “deformação permanente = 0” Duração. Ensaio no qual o conjunto calha-rodízios foi submetido a um esforço de 60kg (peso hipotético de um batente) a um número de ciclos de abertura e fechamento igual a 150.000. O ensaio foi completado sem a presença de danos, mas somente com “sinais ligeiros nas rodas dos rodízios”, que evidenciaram como o produto, no hipotético caso em que é submetido a um número de 14 ciclos de abertura-fechamento por dia, pode durar sem problemas por mais de trinta anos.
Ensaio de atrito inicial antes e depois de 150.000 ciclos. Ensaio no qual se verificou o esforço necessário de movimento do batente antes de efetuar os 150.000 ciclos de simulação abertura-fechamento depois na presença de eventuais sobrecargas criadas pelo desgaste.
O ensaio não evidenciou somente que o esforço necessário para o movimento do batente é de 0,8 Kg, mas que no término dos 150.000 ciclos (correspondentes a um uso de trinta anos) o esforço necessário permanece invariado, demonstrando a alta resistência ao desgaste do produto.

Desempenhos térmicos.

O isolamento térmico na construção tem como finalidade conter o calor dentro dos edifícios no inverno e bloquear o calor no verão. Para alcançar um bom nível de conforto na habitação, um isolamento térmico adequado se traduz numa economia energética, com consequente diminuição dos respectivos custos de aquecimento no inverno e de arrefecimento no verão. Por tal motivo, na Itália se tornou obrigatória, com o D. L. n. 311/2006, a certificação energética dos edifícios. Tal decreto fixa os valores de desempenho energético que os vários elementos construtivos de um edifício devem alcançar em relação à zona climática em que se encontra dividido o território italiano. Para atender a tais exigências, o caixilho para exteriores da Eurocassonetto possui um painel de alto poder isolante em poliestireno expandido extrudido (XPS), com uma espessura de 3 cm, o qual possui uma condutividade térmica de ?=0,037 W/m K e Resistência térmica Rt = 81,08 mq K/W, que é inserido na parte do caixilho virada para o lado interno do edifício, para isolar contra os fluxos de ar que entram no caixilho e para usufruir completamente as suas características.

Desempenhos acústicos.

Conforto habitacional também significa conforto acústico, principalmente quando este está comprometido nas cidades modernas pela poluição acústica produzida pela excessiva exposição aos sons e ruídos de intensidade elevada. O isolamento acústico na Itália é regulamentado pela lei n. 447/19995, a qual estabelece que nos edifícios residenciais, hotéis e similares, o poder fonoisolante da fachada deve ser igual a, no mínimo, 40 dB. Os testes efetuados no laboratório tecnológico “LEGNO LEGNO” tiveram como objecto um caixilho para sistemas de correr para exteriores Eurocassonetto e identificaram os desempenhos e as características fonoisolantes de acordo com a norma UNI EN ISO 717-1:2007. O resultado do ensaio (código de ensaio n. 0062/SI) foi excelente considerando que só o caixilho, com a aplicação de uma camada de 2 cm de reboque em argamassa, obteve um resultado em termos de poder fonoisolante igual a Rw = 45 dB. Um valor maior e melhor com relação àquele requerido pela normativa e sem consideração à melhoria realizada na estrutura em alvenaria (outro elemento de melhoria em termos fonoisolantes), dentro da qual é inserido o caixilho.